Dica de anime: Kiznaiver

sábado, fevereiro 03, 2018 0 Comments A+ a-

Vários estudantes com personalidades bem distintas acabam obrigados a participar de um projeto que faz as dores físicas e psicológicas deles serem divididas entre todo o grupo. Enquanto ele aprendem mais sobre uns aos outros, conflitos começam a surgir e o misterioso passado do protagonista que não consegue sentir dor ou emoções acaba sendo revelado. 
 

Esta é uma história de laços criados por feridas; um conjunto de drama sci-fi sobre meninos e meninas que compartilham de sua dor. A história se passa na fictícia Sugomori City, uma cidade futurista construída sobre uma terra recuperada. Agata Katsuhira é um estudante de ensino médio nesta cidade, ele é afligido por uma doença que entorpece seu sentido de dor. Um dia, logo antes das férias de verão, Katsuhira é abordado pela misteriosa Noriko Sonosaki. “Você foi selecionado para ser um Kiznaiver”, ela diz. 
Para ler a minha opinião sobre o anime pule direto para o ultimo paragrafo.

Os Kiznaivers são aqueles que “compartilham sua dor” entre si; quando um Kiznaiver sente dor, o sistema divide em partes a ferida com os outros Kiznaivers. Seus companheiros Kiznaivers são colegas com personalidades completamente diferentes e interesses, são pessoas que não se entreolhariam em circunstâncias normais. Noriko lhes diz “Esta é uma experiência crucial para pôr fim a este mundo de conflitos e alcançar a paz” e, portanto, o grupo é forçado a enfrentar uma série de duras provações incomuns para alcançar seu objetivo.



Para falar bem a verdade eu só quis assistir esse anime por que me lembrava muito Sense8 (confira a resenha aqui). Eu não dava muito por ele, mas me surpreendi, é um anime curto e que passa super rápido. Por exemplo, eu vi o anime todo em um dia praticamente. O final foi super emocionante e valeu muito a pena. Tem algumas cenas engraçadas e outras bem dramáticas, sem levar em conta a bela mensagem que nos traz sobre amizade. Certamente eu indico esse anime para todos.

Uma shinigami que gosta de ler e é apaixonada por joguinhos, sonha em lançar um livro e um dia ir para o Japão. Fallenatica e k-popper, chora quase sempre que escuta Lie.